Oncologia

Sequenciamento Sanger Éxons 10, 11, 13, 14, 15, 16 no Gene RET

Outros nomes: Hiperparatireoidismo, PERT2 - Pesquisa do Gene RET, NEM 2A, Neoplasia endócrina múltipla do tipo 2,Gene RET, Pesquisa do Gene RET, Neoplasia Endócrina Múltipla, Carcinoma medular da tiroide
Ler mais

Doenças

  • Carcinoma medular da tiróide;
  • Neoplasia endócrina múltipla tipo 2;

Prazo

Em até 30 dias úteis

Cobertura ANS

Este exame possui Cobertura da ANS.

Regiões / Genes Analisados

1 regiões / genes

Agendar via whatsapp
O que é o exame?

O gene RET codifica um receptor da familia das tirosinoquinases e esta envolvido na sobevivencia, diferenciacao e migracao das celulas derivadas da crista neural. Demonstrou-se mutacoes no proto-oncogene RET em 90 a 100% das familias com neoplasia endocrina multipla (NEM) 2A e 2B, em quase 90% das com carcinoma medular da tireoide (CMT) familiar, e em 40% dos CMT esporadicos. Indicacoes: Indicada nos pacientes que tem provavel CMT esporadico, membros de familias com diagnostico de CMT, pacientes com feocromocitoma e criancas com doenca de Hirschprung. Interpretacao clinica: O carcinoma medular da tireoide (MTC) pode se apresentar na forma familiar denominada sindrome de neoplasica endocrina multipla tipo 2 (MEN2) (30%), ou na forma esporadica (70%). Todas as variantes da MEN2 (MEN2A, FMTC e MEN2B) e cerca de 1 a 7% dos casos inicialmente classificados como esporadicos apresentam mutacao no gene RET. Cerca de 97% das mutacoes do gene RET estao presentes nos exons 10, 11,13, 14, 15 e 16, que sao analisados por este teste. Assim, a ausencia de mutacao nao exclui totalmente a possibilidade de origem genetica da doenca. Todas as variantes de MEN2 sao herdadas de forma autossomica dominante, ou seja, a presenca de uma mutacao em um individuo com MEN2 indica que 50% dos seus descendentes podem herdar a mesma mutacao. Portadores de mutacao no gene RET tem mais de 90% de chance de evoluirem com carcinoma medular de tireoide e necessitam de acompanhamento medico. O consenso internacional estratifica o risco de desenvolvimento rapido de MTC de acordo com a mutacao presente no portador. Grau 3 - Risco mais alto de agressividade: 883, 918, 922; Grau 2 - Risco alto de agressividade: 611, 618, 620, 634; Grau 1 - Risco mais baixo de agressividade: 609, 768, 790, 791, 804, 891. Algumas mutacoes estao mais associadas a determinadas formas clinicas: - O feocromocitoma esta associado a todas as mutacoes, com excecao da 609, 768, val804met e 891. - Em relacao ao hiperparatiroidismo (HPT): a mutacao do codon 634 esta frequentemente associada ao HPT, as mutacoes 609, 611, 618, 620, 790 e 791 de forma mais frequente e as mutacoes 768, val804met e 891, raramente. Nao foram descritos casos de HPT em pacientes com as mutacoes 883, 918 e 922. As variantes da sindrome tambem estao associadas as mutacoes: MEN2A: aproximadamente 95% das familias apresentam mutacoes envolvendo os exons 10 e 11 (codons 609, 611, 618, 620 e 634). FMTC: aproximadamente 85% das familias apresentam mutacoes envolvendo os exons 10, 11, 13 e 14 (codons 609, 611, 618, 620, 631, 634, 768, 790, 791, 804, 844 e 891). MEN2B: aproximadamente 95% das familias apresentam mutacoes envolvendo os exons 15 e 16 (codons 918, A883F, V804M e Y806C). Sugestao de leitura complementar: Brandi ML, Gagel RF, Angeli A et al. Guidelines for diagnosis ans therapy of MEN type 1 and type 2. J Clin endocrinol Metab 2001; 86(12): 5658-71. Kloos RT, Eng C, Evans DB et al. Medullary thyroid cancer: management guidelines of the American Thyroid Association. Thyroid 2009; 19(6): 565-612.

Para que serve este exame?

Este teste está indicado em pacientes com história pessoal e familial de cânceres envolvidos na Neoplasia Endócrina Múltipla, exame este importante para inferir risco individual e familial para estes e até outros tipos de câncer, além de ser importante para o aconselhamento genético do paciente e de seus familiares e dar possibilidades para tomadas de intervenções de redução de risco.

Voltar ao Topo