Oncohematologia

BCR-ABL1 PCR quantitativo P210

Outros nomes: Monitoramento da resposta terapêutica - LMC, RQ-PCR quantitativo para BCR-ABL1(P210)-LMC,PCR em tempo real para quantificação de transcrito
Ler mais

Doenças

  • Leucemia mieloide crônica (LMC);

Prazo

Em até 5 dias úteis

Cobertura ANS

Este exame não possui Cobertura da ANS.

Regiões / Genes Analisados

1 regiões / genes

Agendar via whatsapp
O que é o exame?

O cromossomo Philadelphia resulta de uma translocação balanceada entre o cromossomo 9 e 22, t(9;22) (q34; q11), o qual gera uma proteína de fusão BCR-ABL que apresenta atividade tirosina quinase aumentada. Esta translocação está presente em aproximadamente 95% dos pacientes com leucemia mieloide crônica, e em 20% das leucemia linfoide aguda em adultos. Este teste quantifica os transcritos b2a2 e b3a2 que codifica a p210. As isoformas b3a2/b2a2 (e14a2/e13a2) são predominantes na LMC e ocorrem em cerca de 1/3 dos pacientes adultos com LLA Ph+. Avaliação da resposta terapêutica para inibidores tirosina quinase (Glivec, Imatinibe; Dasatinibe, Nilotinibe) na LMC ou no monitoramento pós Transplante. Este teste quantifica o transcrito p210.

Para que serve este exame?

Este exame é para a monitoramento da resposta terapêutica em pacientes com LMC ou LLA Ph+ portadores da s isoformas e13a2 e e14a2 (b2a2/b3a2) em uso de inibidores tirosina quinase (imatinibe/Glivec, Dasatinibe e Nilotinibe). Monitoramento da resposta terapêutica pós- transplante de medula óssea.

Voltar ao Topo