Blog

Voltar

Setembro Amarelo: a importância do tratamento psiquiátrico adequado em casos de doenças mentais

O Setembro Amarelo nos lembra da importância que devemos dar aos pacientes portadores de doenças mentais, pois o suicídio é uma das mais tristes consequências delas, porém não é a única. As capacidades cognitivas também ficam seria e gravemente comprometidas no caso de ausência de tratamento ou tratamento psiquiátrico inadequado.

Mas o que são as capacidades cognitivas?

Esse é o nome dado ao diferencial que nosso cérebro apresenta em relação a todos os outros animais; capacidades cognitivas são as habilidades que nós, humanos, temos de aprender, criar, imaginar, raciocinar, memorizar, manter o foco, concentra-se, planejar, fazer relações de ação-reação ou causa-consequência, executar tarefas, decidir, comunicar-se e se relacionar socialmente.

O cérebro precisa estar intacto e preservado para que possamos utilizar todo nosso potencial através do uso da cognição, outro nome dado para as capacidades cognitivas.

O que cognição tem a ver com doença mental?

Absolutamente tudo!

A doença mental sem tratamento ou com tratamento inadequado reduz a cognição. E como se dá esse processo de a doença psiquiátrica reduzir a cognição?

Independentemente da doença considerada, quer seja depressão, ansiedade, síndrome de pânico ou esquizofrenia, todas elas causam alterações na anatomia e no funcionamento de nosso cérebro, tudo isso porque as vias de estresse do corpo passam a funcionar excessivamente, e é isso que vai alterando negativamente tanto os neurônios, que são as células que compõem nosso cérebro, quanto nosso coração e vasos sanguíneos.

Como descrito no parágrafo anterior, nas doenças psiquiátricas os eixos de estresse ficam ativados em excesso, e nosso corpo passa a produzir excessivamente o hormônio de estresse, também conhecido como cortisol, e ele vai, lentamente, intoxicando os neurônios e as células do coração e dos vasos sanguíneos.

Níveis elevados de cortisol constantemente lesam os neurônios e o cérebro como um todo, especialmente em regiões mais sensíveis, que são justamente aquelas responsáveis pelas capacidades cognitivas. Esse excesso de cortisol acaba impedindo o nascimento de novas células em nosso cérebro, e esse nascimento neuronal, também chamado de neurogênese, é um dos principais processos necessários para a utilização máxima da cognição.

Além disso, o que esse mesmo excesso de cortisol causa no organismo? Aumenta nossa pressão arterial, eleva as taxas de açúcar, colesterol e triglicérides de nosso sangue, proporciona maior formação de coágulos dentro dos vasos sanguíneos e possibilita até mesmo maiores chances de arritmias em nosso coração, além de alterar a qualidade do sangue que nutre nosso cérebro.

Tratamento de doenças mentais

O tratamento das doenças mentais com uso de fármacos e psicoterapia aumenta as nossas capacidades cognitivas, pois além de auxiliar o cérebro a produzir as substâncias químicas necessárias ao seu funcionamento correto, reduz o excesso de ativação de nossos eixos de estresse e propicia o nascimento de novas células cerebrais.

Hoje a medicina está avançada o suficiente para você ser capaz de identificar o remédio para ansiedade e depressão mais eficaz para o seu organismo, somente através da sua genética, metabolismo e estilo de vida.

A Geneone com seu teste farmacogenético pode auxiliar seu médico a escolher os melhores tratamentos medicamentosos para a doença psiquiátrica que você apresenta.

Publicado por: Equipe Geneone

Compartilhar

Voltar ao Topo