Blog

Voltar

Entenda o que é imunofenotipagem e as diferentes aplicações para diagnósticos de doenças

A imunofenotipagem por citometria de fluxo consiste em uma técnica a laser que permite estudar uma população de células, determinando suas características físicas e biológicas, para direcionar o diagnóstico e tratamento de doenças como leucemias e linfomas.

O objetivo da técnica é avaliar o tamanho, a complexidade e a expressão antigênica das células de interesse. Dessa forma, é possível identificá-las e classificá-las como normais ou anômalas, auxiliando a conduta clínica.

imunofenotipagem e as diferentes aplicações para diagnósticos de doenças

Como é feito o exame de imunofenotipagem?

A avaliação das características celulares é feita através da citometria de fluxo. Nessa técnica, as células em estudo são marcadas com anticorpos ligados a fluorocromos. O papel do anticorpo é interagir com a célula de interesse, normalmente células doentes; o papel do fluorocromo é destacar esse anticorpo quando houver luz incidida sobre ele, destacando as células doentes.

A amostra é então submetida à leitura no citômetro, onde o laser incide sobre cada célula individualmente. Cada célula irá dispersar a luz de uma maneira diferente, de acordo com suas características físicas e biológicas. permitindo uma análise gráfica sobre o perfil daquela população de células.

Imunofenotipagem através da citometria de fluxo
Imunofenotipagem através da citometria de fluxo

Esta técnica pode ser realizada em diferentes amostras, sendo fundamental para o diagnóstico e acompanhamento de diversas doenças onco-hematológicas:

  • Imunofenotipagem de sangue periférico
  • Imunofenotipagem de líquidos biológicos (líquor, líquido pleural, líquido ascítico, entre outros).
  • Imunofenotipagem de medula óssea – coletado por meio de uma punção de medula óssea, que pode ser realizada em crista ilíaca, esterno ou região tibial anterior

A mesma técnica é utilizada para diferentes doenças mas, para cada uma delas, haverá um painel de anticorpos diferente. O médico pode optar pelos painéis pré definidos ou solicitar um anticorpo específico. 

Doenças relacionadas

Dentre as doenças investigadas através da imunofenotipagem, temos as doenças onco-hematológicas, como leucemias agudas e crônicas, linfomas, doenças linfoproliferativas, síndrome mielodisplásica, doenças mieloproliferativas, mieloma múltiplo, hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) e também imunodeficiências.

Imunofenotipagem e o diagnóstico de leucemia

Existem diversos tipos de leucemia e, para o correto diagnóstico e acompanhamento da doença, é necessário identificar a linhagem celular para classificação do tipo de leucemia. A imunofenotipagem faz essa identificação, auxiliando o médico na escolha do correto tratamento e acompanhamento da doença. 

Qual a relação entre citometria de fluxo e imunofenotipagem?

A citometria de fluxo é o método pelo qual é realizada a imunofenotipagem. Trata-se do uso de tecnologia laser, pelo qual podem ser determinadas múltiplas características físicas e biológicas de uma célula ou de uma população celular.

Publicado por: Dra Michele Patricia Migliavacca

Compartilhar

Voltar ao Topo